Peeling de diamante, entenda o processo

Peeling de diamante: entenda o processo

Um dos mercados que não para de inovar é o de beleza. Entre novos cosméticos, maquiagens e tratamentos que já existem, constantemente um novo é lançado para melhor atender a necessidade das pessoas que buscam cuidar de si mesmas, investindo em seu bem estar e assim melhorando sua autoestima e qualidade de vida. Um dos tratamentos estéticos muito procurados é o peeling de diamante, que possui várias funções e assim atende pessoas com necessidades diferentes. Conheça um pouco mais sobre esse tratamento estético.

O que é o peeling de diamante

O peeling de diamante, também conhecido como microdermoabrasão, é um método que estimula a produção de colágeno na pele e ainda promove a esfoliação da mesma, ou seja, trata-se de um procedimento físico, porém não invasivo, com o objetivo de eliminar as células mortas e estimular a regeneração da nova camada através do colágeno. Por não se tratar de um procedimento invasivo, não requer nenhum tipo de anestesia.

O procedimento começa com a higienização do local onde será feito o tratamento, que é realizado através de uma ponteira de diamante que é colocada sob o local a ser tratado. O diamante vai lixar delicadamente a pele. Essa ponteira possui tamanhos diferentes, sendo que algumas agem com maior intensidade e outras mais delicadamente, e a escolha da ponteira ideal é feita pelo profissional segundo as necessidades de cada caso.

O número de sessões varia de caso para caso, geralmente sendo de 3 a 5 sessões com duração de 30 minutos e intervaladas em 15 dias.

Para que é indicado o peeling de diamante

Por remover camadas superficiais da pele e estimular sua regeneração através da produção de colágeno, o peeling de diamante é indicado para vários fatores estéticos que se deseja melhorar, suavizar ou extinguir. Entre esses fatores estão:

  • Rejuvenescimento da pele
  • Manchas superficiais
  • Melanoses
  • Cicatrizes de acne
  • Rugas finas
  • Poros muito abertos
  • Estrias

O tratamento pode ser feito em várias partes do corpo como:

  • Rosto
  • Colo
  • Mãos
  • Áreas marcadas por estrias

Quem não pode fazer peeling de diamante

O peeling de diamante é indicado para todas as tonalidades de pele, entretanto, pede-se atenção para as pessoas com bronzeado, porque como o procedimento visa remover camadas de pele, então a cor do bronzeado será manchada por causa dessa remoção.

Mulheres grávidas podem realizar esse procedimento, mas sempre é indicada a consulta com um médico antes de se submeter a ele, em especial quando o tratamento precisa associar cosméticos ao tratamento com a ponteira.

O peeling de diamante ainda é contraindicado para:

  • Pessoas com pele sensível;
  • Pele que apresente rosáceas;
  • Presença de inflamações;
  • Presença de acne amarelada;
  • Pele com manchas pré-cancerígenas ou cancerígenas.

Cuidados antes e depois do peeling de diamante

Como todo procedimento que se realiza, o peeling de diamante também pede cuidados antes e depois para que o tratamento seja realmente eficaz e tenha o resultado desejado.

Antes das sessões deve ser suspenso o uso de ácidos, como o retinoico e ainda expor para o profissional a uso de outras substâncias que possam interferir no tratamento.

Depois das sessões, no caso do tratamento das estrias pode ocorrer algum desconforto, mas leve. A pele ficará levemente avermelhada em todos os casos, e será necessário hidratar muito bem com os cosméticos indicados pelo profissional. A pele deverá ser higienizada com sabonete neutro, o uso de ácidos deve continuar suspenso, o filtro solar é de extrema necessidade e com fator mínimo de 50 para UVA e UVB, dando preferência para os hipoalergênicos. Quando há necessidade do uso de maquiagem a mesma também deve ser hipoalergênica.

Resultado e complicações

O peeling de diamante apresenta resultado a partir da terceira sessão, mas quando associado ao peeling químico o resultado pode ser obtido já na primeira sessão, onde haverá melhora na aparência das estrias, das manchas, das rugas e ainda do aspecto geral da pele.

Como dito acima, o peeling causa ligeiro avermelhamento na pele, mas nos casos de uma ação mais profunda em função da necessidade, podem acontecer alguns pontos de sangramento. Esses pontos podem formar as casquinhas que se em exposição ao sol, podem causar pequenas manchas na pele. A pele também poderá descamar levemente durante alguns dias em função da esfoliação.

Para evitar as complicações no tratamento com peeling de diamante é fundamental consultar profissionais devidamente habilitados para realizar o procedimento, que vão avaliar cuidadosamente cada caso e realizar o procedimento da maneira ideal, com menores riscos de desconfortos e reações indesejadas.

 

 

O que vem por aí?

Nossa próxima postagem será sobre o Manthus e sua atuação para combater e eliminar a flacidez, gordura localizada e a celulite. Não perca!

Leave a Comment

CNPJ 19.247.542/0001-91

©2020 Amadí® Spa - Bem-vindo ao melhor da vida

Amadí Spa